26 de janeiro de 2013

Olfato e paladar nos invertebrados



Os animais invertebrados possuem estruturas olfativas

O olfato é um dos órgãos dos sentidos e é por ele que muitas substâncias são detectadas; tanto as dissolvidas na água, quanto as dissolvidas no ar. Nos invertebrados, olfato e paladar são detectados pelas mesmas estruturas.
Nos animais invertebrados mais simples (como cnidários, platelmintos e anelídeos) podemos encontrar estruturas cheias de cílios. Esses cílios têm a função de aumentar a superfície de contato com as partículas que se encontram dissolvidas na água ou no ar. Essas estruturas são encontradas na epiderme desses animais.


As antenas dos invertebrados possuem estruturas responsáveis pelo olfato

Os animais artrópodes (como insetos, caranguejos, aranhas e escorpiões) possuem o olfato e o paladar bem desenvolvidos, sendo capazes de captar e diferenciar as substâncias dissolvidas no ar ou na água. Nos artrópodes que possuem antenas, encontram-se nelas as estruturas responsáveis pelo olfato. A partir dessas estruturas, esses animais conseguem encontrar o alimento.



 Abelhas e formigas conseguem reconhecer os membros de sua colônia através do feromôn

Muitos artrópodes conseguem estabelecer a comunicação entre eles através de um hormônio chamado de feromônio. Em algumas espécies de mariposas, o macho consegue encontrar a fêmea somente pelo feromônio que ela libera, mesmo ela estando a quilômetros de distância. Alguns insetos, como formigas e abelhas, também mantêm a comunicação e conseguem reconhecer os membros da sua colônia através do feromônio, que é utilizado por muitos animais para marcar território.

Há alguns animais invertebrados que apresentam estruturas chamadas de pelos gustativos. Essas estruturas são capazes de distinguir milhares de substâncias químicas que se encontram dissolvidas em objetos que entram em contato com o corpo do animal. Essas estruturas podem ser encontradas nas patas do animal, na boca, ou em outras regiões do corpo.

Por Paula Louredo
Graduada em Biologia

Os Invertebrados



Chamamos de invertebrados os animais que não possuem coluna vertebral nem crânio. São exemplos: as esponjas, as águas-vivas, os vermes causadores da esquistossomose (barriga-d’água), as lombrigas, os polvos, as minhocas, as formigas, e as estrelas-do-mar.
Esses animais vivem em diferentes lugares, como em terra firme, na água doce e água salgada; e em regiões muito frias ou muito quentes. Eles somam mais de 95% das espécies que existem em todo o mundo, ou seja: quase todos os animais que existem no planeta são invertebrados.
O número de patas nesse grupo varia bastante: há desde animais sem nenhuma àqueles que apresentam mais de cem patas. Quanto à locomoção, a maioria consegue ir de um lugar para o outro sem dificuldade, mas as esponjas do mar, por exemplo, depois de adultas, perdem os movimentos.



Invertebrados terrestres

Existe um grupo de invertebrados que se destaca bastante, já que é o que abriga o maior número de espécies, ou seja, aproximadamente um milhão: é o grupo dos artrópodes. Tais seres vivos possuem o corpo coberto por uma carapaça bem resistente, que confere proteção e maior facilidade para se movimentarem.

Alguns artrópodes são:
Camarões, lagostas, caranguejos, carrapatos, escorpiões, aranhas, piolhos-de-cobra, centopeias, moscas, pernilongos e pulgas.




Moscas, pernilongos e pulgas são de um grupo menor: o dos insetos. Outros insetos são: gafanhotos, baratas, formigas, abelhas e libélulas.
Insetos possuem um par de antenas, três pares de pernas e corpo dividido em cabeça, tórax e abdome.



Compare a imagem do escorpião com a da formiga: quantas antenas você vê em cada um desses animais? E quantas patas? O escorpião não possui antenas, enquanto a formiga apresenta duas (um par). Esta possui seis patas (três pares); e aquele, oito (quatro pares). Assim, podemos dizer sem medo que a formiga é um inseto, mas o escorpião não!

Viu que interessante?

Curiosidade:

Você sabia que o desenho animado Bob Esponja, de Stephen Hillenburg (Nickelodeon), conta a história de uma esponja do mar? Ele, Bob Esponja Calça Quadrada, vive em uma região do Oceano Pacífico (Fenda do Biquíni), trabalha em um restaurante (Siri Cascudo), e passa por vários apuros com seu melhor amigo, Patrick Estrela, uma estrela-do-mar. Bob e Patrick são invertebrados marinhos.


Por Jussara de Barros e Mariana Araguaia
Pedagoga e bióloga, especialista em Educação Ambiental
Equipe Escola Kids