25 de dezembro de 2011

Feliz Natal e Próspero Ano Novo

DESEJO A TODAS AS PESSOAS

O CARINHO
Para cativarmos novos amigos,

A GRATIDÃO
Para valorizarmos a vida em plenitude,

O PERDÃO
Para reconciliarmos-nos no amor,

A COMPREENSÃO
Para sabermos perdoar,

O ENCANTAMENTO
Para apaixonarmo-nos pela busca da felicidade,

A SABEDORIA
Para respeitarmos os pontos de vista do outro,

A SOLIDARIEDADE
Para aprendermos juntos a construir caminhos,

A FÉ
Para acreditarmos também no outro,

A PAZ
Para ajudarmos a construir sempre,

A CORAGEM
Para sabermos retomar nossos sonhos,

A VONTADE DE AMAR
Para sermos felizes!

Que o menino Jesus
se sinta acolhido
em seu coração
e que você,
Amigo(a)
Tenha Um
GRANDE E
FELIZ NATAL
e um

ABENÇOADO ANO NOVO!!!
E que neste Ano Novo você consiga realizar
todos os sonhos que almeja,

FELICIDADE, HOJE E SEMPRE!!!
Que o Papai do Céu Ilumine seu coração...


(desconheço autoria)




Curiosidades de Mundo Natural




Macaco comendo formiga?

O chimpanzé, mais que bananas, adora formigas. Como não dispõe de língua adequada para caçá-las, como os tamanduás, introduz um galho seco no interior do formigueiro. As formigas, julgando tratar-se de um inimigo, cobrem o galho para destruí-lo e o chimpanzé se banqueteia com o "espeto corrido".

Previsões do fim do mundo

Apesar dos apocalípticos afirmarem que o fim do mundo está próximo (já há centenas, senão milhares, de anos), os cientistas prevêem que a vida subsistirá na Terra por mais um bilhão de anos. O Sol se aquecerá tanto que derreterá tudo que nela existe. Mas continuará brilhando no céu por mais quatro bilhões de anos, até se transformar em uma estrela-anã.

Árvores milenares

Existem árvores milenares em praticamente todas as florestas do mundo. Nos Estados Unidos, comprovou-se que as sequóias alcançam 4 mil anos de idade. No Brasil, os biólogos calculam que os jequitibás da Amazônia estão lá há pelo menos 1.400 anos.

De onde vêm os canários?

Os canários têm este nome porque são nativos das Ilhas Canárias. Ao contrário do que se crê, o amarelo não é a sua cor exclusiva. Os que vivem em liberdade são esverdeados. Alimentados com certas variedades de pimenta, as penas tingem-se de vermelho.

A utilidade dos tubarões

Os tubarões são valiosa fonte de matéria-prima. A pele tem utilidade significativa para a indústria de calçados, podendo ser também empregada em tapeçaria. Por sua aspereza, pode ser usada, igualmente, para o polimento de metais.

Muitas de nossas flores vieram de outros continentes

A maior parte da flores que enfeitam os nossos jardins foram trazidas para a América. Os crisântemos são originários do Japão. O jasmim veio do Cáucaso, da China e da Índia. O cravo é originário das regiões banhadas pelo Mediterrâneo. E a açucena é planta nativa do Oriente Médio.

Répteis voadores povoaram a Terra

Com os dinossauros, há 200 milhões de anos, povoavam a Terra os pterossauros, répteis voadores cujos fósseis só foram descobertos no século 18. Sabe-se pouco a seu respeito, afora que seu tamanho podia atingir até seis metros de comprimento.

Avestruz esconde a cabeça por medo

O animal mais medroso da natureza é o avestruz, que se assusta até com uma simples borboleta. Muito veloz, chega a correr 65 quilômetros por hora. E quando não vê saída, simplesmente esconde a cabeça em um buraco na terra.

O nome do canguru é um mal-entendido

O nome canguru, dado ao marsupiais da Austrália, resultou de mal-entendido. O explorador inglês James Cook, quando desembarcou na Austrália, em 1770, admirou-se ao ver tão estranhos animais e perguntou o nome a um nativo. A resposta foi: "Kangoroo". No dialeto local significa: "O que foi que disse?".


24 de dezembro de 2011

Por que os vaga-lumes "piscam" no escuro?


Os vaga-lumes brilham por causa da bioluminescência.

A emissão de luz pelos vaga-lumes é um fenômeno chamado de bioluminescência. Essa luz é produzida devido a uma reação química na qual uma substância chamada luciferina é oxidada pelo oxigênio molecular, produzindo a oxiluciferina. Essa molécula perde sua energia e o inseto passa a emitir luz.

Segundo o entomologista Argus Vasconcelos de Almeida, da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), "a reação de oxidação ocorre devido a uma enzima denominada luciferase". As luciferases são proteínas compostas por centenas de aminoácidos, e é a seqüência desses aminoácidos que determina a cor da luz emitida por cada espécie.

Nos vaga-lumes, a produção de luz é intermitente, como um "pisca-pisca". "Essa função está relacionada com o acasalamento. Os machos voam, emitindo a sua luz, enquanto as fêmeas, pousadas, respondem ao sinal luminoso", explicou o pesquisador.
As luzes têm diferentes cores, pois variam de espécie para espécie. Além da atração sexual, a bioluminescência também pode ser usada como instrumento de defesa ou para atrair a caça.

Fonte: Redação Terra
.